EDITAL Nº 11/2019 - RETIFICA O EDITAL Nº 8/2019 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 6/2019
Em 26/04/2019

EDITAL Nº 011/2019, DE 25 DE ABRIL DE 2019

RETIFICA O EDITAL Nº 008/2019 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 006/2019

PARA REGISTRO DE PREÇOS

ADRIANO GRAEFF, Diretor-Geral da Autarquia Água de Ivoti, no uso de suas atribuições legais, torna público que o Edital nº 8/2019 - Pregão Presencial nº 6/2019, fica retificado nos seguintes termos:

1.Ficam modificados os textos do item "DO OBJETO", item 1 e item 2 do anexo VI, do Edital 08/2019, conforme segue:

DO OBJETO:

O registro de preços unitários a que diz respeito a este pregão tem por objeto a aquisição de bombas submersas e bombas estacionárias de forma a fornecer equipamentos para uma eventual substituição ou modernização daqueles que se encontram em operação nos poços profundos de captação de água subterrânea e elevatórias de água tratada do sistema de abastecimento de água da Autarquia Água de Ivoti. As mesmas deverão atender a vazão de trabalho, altura manométrica total, rendimento mínimo do conjunto motobomba e características construtivas sob as condições previstas neste edital.

 

1. Justificativa:

O sistema de abastecimento da Autarquia Água de Ivoti conta atualmente com 26 (vinte e seis) poços em operação e 9 (nove) elevatórias de água tratada. Para cada poço ou elevatória apenas uma bomba é adequadamente dimensionada para cada situação de vazão e altura manométrica de trabalho. Considerando a vida útil limitada dos equipamentos, anualmente a Autarquia substitui normalmente de 3 a 6 conjuntos de bombeamento, podendo ocorrer variações nestas quantidades.

No caso de pane no conjunto de bombeamento, em geral demora-se de 4 a 8 horas para a retirada da bomba submersa e o mesmo período para a recolocação, além do tempo necessário para a obtenção da bomba a ser instalada. Como a vazão de consumo demanda pela cidade é bem próxima à vazão atualmente produzida pelos poços em operação, um período longo para substituição do equipamento pode provocar graves problemas no abastecimento público. Faz-se mister a constante disponibilidade de compra dos equipamentos por meio de registro de preços, evitando dispender o período necessário para início de um processo de aquisição, com o evento que causará a necessidade de substituição já deflagrado, evitando assim o desabastecimento de água por longos períodos.

 

2. Descrição das bombas e quadros de comando e proteção:

 

2.1 BOMBAS SUMERSAS

Bombas submersas com altura manométrica, vazão de trabalho, rendimento mínimo do conjunto motor bomba e potência de acordo com a Tabela I, alimentação trifásica com tensão 380V. Com as seguintes características mínimas (serão aceitas divergências desde que proporcionem qualidade superior ao especificado):

Motor elétrico, assíncrono, de fabricação nacional, diâmetro externo máximo  que possa ser utilizado em cada poço de acordo com seu respectivo diâmetro interno, refrigerado a água, rebobinável, com eixo em aço inox, buchas em grafite sinterizado, carcaça aço SAE 1020 trefilado, parafusos e porcas em aço inoxidável, retentor em borracha nitrílica, pintura  com fundo Wash Primer recoberto com tinta Epoxi, núcleo de chapas do estator e Induzido em aço silício GNO 2.0, prensa de cabos em borracha nitrílica, fiação do estator em cobre recoberto com polipropileno, mancal de apoio axial em aço inox e grafite, câmara de compensação equalizadora das pressões internas e externas, eixo e acoplamento estriado ou por chaveta.

Bombeador de diâmetro externo máximo  que possa ser utilizado em cada poço de acordo com seu respectivo diâmetro interno, apto para bombear água agressiva e com substâncias sólidas em suspensão com granulometria até 30 microns, eixo em aço inox AISI 420, rotores em aço inox fixados por buchas de Aço SAE1020, bucha de saídas de água em elastômero EPDM e difusores em poliacetal, corpo com pintura fundo Wash Primer recoberto com tinta Epoxi em perfeito estado, válvula de retenção incorporada poliacetal, bucha mancal em elastômero EPDM e placa de identificação com fixação permanente. Protetor de areia em borracha nitrílica, proteção dos cabos de alimentação em aço inox AISI430, rotor propulsor Aço inox AISI 304 e válvula de retenção em poliacetal.

 

2.2 BOMBAS ESTACIONÁRIAS

Motor elétrico convencional, mínimo IP 55, trifásico, tensão de 380v.  Bombeador apto para bombear água agressiva e com substâncias sólidas em suspensão com granulometria até 30 microns, eixo em aço inox, rotores em aço inox ou bronze fixados por buchas cônicas, e difusores em ferro fundido ou poliacetal, corpo de entrada e saída d/água em ferro fundido, pintura com fundo Wash Primer recoberto com tinta Epoxi em perfeito estado, válvula de retenção incorporada, bucha mancal e anel de desgaste em elastômero EPDM e placa de identificação com fixação permanente.

 As bombas deverão atender os dados de projeto da tabela abaixo, onde estão especificados o número do poço, a vazão de trabalho, a altura manométrica total (já considerado as perdas de carga e pressão de trabalho necessária na boca do poço) o número de estágios, pintura com fundo Wash Primer recoberto com tinta Epoxi em perfeito estado, a potência estimada e o rendimento mínimo a ser garantido pelo fabricante para o conjunto motor e bombeador hidraúlico, e estar dimensionadas de maneira que o ponto de trabalho (vazão de trabalho x altura manométrica total) sejam plenamente atendidos, tendo uma folga para baixo e para cima na curva característica da bomba. A curva de Vazão x Altura manométrica x Rendimento de cada bomba deverá ser apresentado na proposta, com justificativa da escolha e apresentação das tabelas de dimensionamento e curvas características.